Quinta-feira, 26 de Julho de 2007

...

publicado por gregrocha às 22:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 16 de Junho de 2007

A humildade

Não queiras ser como aquele catavento dourado do grande edificio; por muito que brilhe e por mais alto que esteja, não conta para a solidez da obra. - Oxalá sejas sempre como um velho silhar oculto nos alicerces, debaixo da terra, onde ninguém te veja; por ti não desabará a casa.

(Josemaría Escrivá)

publicado por gregrocha às 00:05

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

Quem Inventou

 

 

 

Quem inventou a dor ao fim de um dia de sal?

Quem te imaginou na minha cabeça?
Quem apagou a luz do céu?

 

publicado por gregrocha às 19:05

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 24 de Abril de 2007

...

publicado por gregrocha às 17:17

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 20 de Abril de 2007

Touros à Solta

 

 

 

Tourada à Corda, uma das mais tradicionais festas terceirenses

publicado por gregrocha às 12:14

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 31 de Março de 2007

Hortensia

 

"De todas as variedades existentes, a hortênsia, cientificamente denominada Hydrangea Macrophylla, foi a que mais se vulgarizou como ex-libris dos Açores, com presença marcante na Ilha das Flores. Planta originária do Japão e da China, encontrou aqui o ambiente propício para a sua fixação. Com floração de Junho a Setembro, é neste período que as estradas se encontram mais embelezadas; é, também, utilizada para dividir pastagens, sob a forma de sebe, o que confere à paisagem açoriana um traçado colorido característico".

 

publicado por gregrocha às 17:50

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 30 de Março de 2007

Império do Espírito Santo - Altares

Os Impérios do Divino Espírito Santo são um dos traços mais marcantes da identidade açoriano, constituindo um culto que para além de marcar o quotidiano insular, determina traços identitários que acompanham os açorianos para todos os lugares onde a emigração os levou.

O Império — Cada irmandade estrutura-se em torno de um Império do Divino Espírito Santo, normalmente um pequeno edifício com arquitectura distinta em torno do qual se realizam as actividades do culto.

publicado por gregrocha às 17:39

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 28 de Março de 2007

Pico Matias Simão - Altares

Oferece panorâmicas sobre a parte litoral norte da ilha, sendo possível avistar a Graciosa em dias de céu limpo. Permite apreciar o casario branco por entre o verde das pastagens da pitoresca freguesia dos Altares. Mais para o interior, distingue-se a encosta norte da Serra de Santa Bárbara.

publicado por gregrocha às 21:38

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 27 de Março de 2007

O Mar

Junto do mar, que erguia gravemente
A trágica voz rouca, enquanto o vento
Passava como o voo dum pensamento
Que busca e hesita, inquieto e intermitente,

Junto do mar sentei-me tristemente,
Olhando o céu pesado e nevoento,
E interroguei, cismando, esse lamento
Que saía das coisas, vagamente...

Que inquieto desejo vos tortura,
Seres elementares, força obscura?
Em volta de que ideia gravitais?

Mas na imensa extensão, onde se esconde
O Inconsciente imortal, só me responde
Um bramido, um queixume, e nada mais...

publicado por gregrocha às 18:51

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 26 de Março de 2007

FÁBULA DA ILHA

 

 Um bando de gaivotas em liturgia de abandono
oriente marinheiros de ignorância e cachumbo.

(o barco da cruz gramada; os pés da bússola ruindo
a mosca henriquina emigrada em sono).

na baía incendiada o grito do sossego partilha
âncoras de fundo e fumo com peixes e hortelã.

não era indício de oiro nem esfinge de sereia nem
vagabundo do sonho num deserto de cetim, era ilha!

(nas suas entranhas com vómitos de lava
sentia-se crescer a lascívia do povoamento).

ainda hoje se ouve a angústia do vento
percorrer as coordenadas do povo no mapa

 

  (in "Antologia da Poesia Açoriana do Séc. XVII )

 

sinto-me:
publicado por gregrocha às 00:19

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ...

. A humildade

. Quem Inventou

. ...

. Touros à Solta

. Hortensia

. Império do Espírito Santo...

. Pico Matias Simão - Altar...

. O Mar

. FÁBULA DA ILHA

.arquivoscontador
Julho 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds